Quinta-Feira Santa: Francisco celebra Ceia do Senhor sem povo e sem lava-pés

Desde que o Papa Francisco assumiu a diocese de Roma esta é a primeira vez que ele preside a missa da Ceia do Senhor na Basílica São Pedro, na quinta-feira Santa. Assim como na época de arcebispo de Buenos Aires, Bergoglio celebrava com doentes, idosos, presidiários e refugiados de sua diocese. As imagens de uma basílica vazia; de um Papa tão próximo do povo e de suas fragilidades isolado; as portas do templo fechadas ao enclausurar um homem da Igreja que a quer em saída, fazem desta quinta, 9 de abril, um dia histórico em uma instituição milenar.

Francisco na Bulgária: Pontífice da paz e do amor

O Papa Francisco teve uma segunda-feira (06) ocupada por compromissos na cidades de Sófia e Rakovski, na Bulgária. Seu primeiro compromisso foi a visita a um campo de refugiados na capital búlgara. Em seguida, embarcou para Rakovski para participar da missa de Primeira Eucaristia em uma comunidade, almoçar com as irmãs franciscanas e encontrar-se com a comunidade católica da região. Na volta pra Sófia, presidiu um encontro ecumênico pela paz. Muito além do lema hippie dos anos 1960, Francisco é um pontífice, construtor de pontes, em favor da paz entre os povos e do amor de Deus.

Semana Santa: “A história humana não acaba em uma pedra sepulcral”, diz Francisco na Vigília Pascal

O Papa Francisco presidiu a Vigília Pascal, na Basílica São Pedro, na noite deste Sábado de Aleluia (20). Esta solene liturgia é a principal celebração de toda a Páscoa e considerada a mãe de todas as vigílias. Inicia com a bênção do fogo e Círio Pascal e uma liturgia da palavra de sete leituras do antigo testamento, mais um epístola e o evangelho. Depois seguem a liturgia batismal e eucarística.